COMPARAÇÃO DA TTTT® (TIBIAL TUBEROSITY TRANSPOSITION TOOL) COM A TÉCNICA TRADICIONAL DE TRANSPOSIÇÃO E FIXAÇÃO DA TUBEROSIDADE TIBIAL EM CÃES COM LUXAÇÃO PATELAR: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

C. L. CONSTANTIN, L. H. GAIGA, M. P. FERREIRA

Abstract


A luxação de patela representa casuística importante entre as afecções ortopédicas que acometem o membro pélvico dos cães. É consenso que a luxação de patela é sinal clínico e não doença, sendo causada por deformidades musculoesqueléticas, como a torção externa ou interna da tíbia proximal. A transposição da tuberosidade tibial (TTT) é técnica frequentemente empregada para correção desses desvios torcionais, consistindo no deslocamento lateral ou medial da tuberosidade tibial (TT), permitindo o reestabelecimento da posição da patela no sulco troclear do fêmur. Esta técnica é considerada indispensável por muitos autores, mesmo nos casos mais graves. A TTTT® (Tibial Tuberosity Transposition Tool) é técnica que permite o deslocamento da TT após osteotomia parcial e que não necessita de fixação da TT deslocada com banda de tensão. O presente trabalho tem por objetivo comparar os aspectos relacionados à execução, condições de aplicabilidade e incidência de complicações pós-operatórias da técnica tradicional de transposição e fixação da tuberosidade tibial, em relação à TTTT®.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2017v33n2p75-81