CELULITE JUVENIL CANINA: RELATO DE CASO

J. S. P. DUARTE, F. F. SANTOS

Abstract


A celulite juvenil, também descrita como dermatite e linfadenite granulomatosa estéril, é um distúrbio pouco frequente que acomete cães entre três semanas a quatro meses. Sua etiologia é incerta, entretanto, a hipótese mais recente sugere uma provável falha no sistema imune associada à administração de vacinas. Os sinais clínicos incluem eritema, edema, pápulas e pústulas especialmente em pálpebras, lábios e focinhos, podendo também acometer outros locais, além de linfonodomegalia e otite bilateral. O diagnóstico requer exame citológico e histopatológico das lesões e a terapia deve ser precoce e agressiva, visando a imunossupresão através do uso de altas doses de glicocorticóides. Foi atendido no Centro Médico Veterinário da São Judas Campus Unimonte, um filhote de Golden Retriver, apresentando sinais clínicos acima descritos. Foram realizados exames diagnósticos e imposto o tratamento preconizado. Diante à resposta positiva ao uso de glicocorticoide, a reação de hipersensibilidade imunomediada após a administração da vacina é uma hipótese para o desenvolvimento da celulite juvenil neste caso. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de celulite juvenil em um cão, visando a importância do conhecimento dos aspectos clínicos, diagnósticos e terapêuticos afim de um bom prognóstico.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2020v36n2p129-134