METANÁLISE DE ESPOROTRICOSE FELINA: UM DESTAQUE PARA SUA OCORRÊNCIA NO BRASIL

I. BISON, R. N. PARENTONI, A. W. L. BRASIL

Abstract


A esporotricose é uma micose zoonótica subcutânea causada por fungos do complexo Sporothrix sp., que vem se apresentando frequentemente devida a sua forma de transmissão através do gato e a fácil disseminação do agente. A doença teve relevância a partir das epidemias ocorridas no Rio de Janeiro no final do século 20 e apesar do seu reconhecimento pelos órgãos governamentais, ainda é considerada negligenciada e subdiagnosticada. O estudo de metanálise envolvendo 147 trabalhos publicados entre os anos de 2010 a 2020 revelou que o Brasil apresentou destaque na ocorrência da esporotricose, inclusive demonstrando maior produção científica global e figurando papel central na coordenação de ações para colaboração científica com outros países nesta área do conhecimento. Estas ações conjuntas têm resultado em campanhas nas mídias sociais, alertando os tutores dos gatos dos riscos e de como a doença se apresenta clinicamente. Apesar do seu bom prognóstico, a doença é um problema de saúde pública nas diversas regiões do Brasil. A observação dos sinais clínicos e do histórico associado aos meios de diagnóstico são fundamentais para o reconhecimento da esporotricose, sendo das formas de diagnóstico o cultivo e a citologia considerados padrão ouro para identificação do agente Sporothrix sp. O reconhecimento rápido da esporotricose é fundamental, portanto esta revisão tem por objetivo descrever os padrões clínicos-epidemiológicos da doença e ressaltar sua importância para a sociedade.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2020v36n4p301-315