COMPARAÇÃO DE DIFERENTES PROTOCOLOS PARA OBTENÇÃO DE PLASMA RICO EM PLAQUETAS CANINO

T. K. G. SILVA, J. L. S. ROCHA, A. C. G. O. LIRA JUNIOR, K. P. OLIVEIRA, P. B. ESCODRO, M. K. NOTOMI

Abstract


O plasma rico em plaquetas (PRP) é um hemocomponente produzindo a partir do plasma, visando a obtenção de citocinas e fatores do crescimento com fins terapêuticos, como a cicatrização e reparação de diferentes tecidos. Esse estudo quantificou a concentração plaquetária obtida utilizando-se de três diferentes protocolos de obtenção do PRP de 13 amostras de sangue de 7 cães hígidos. As velocidades de centrifugação utilizadas no protocolo I foram de 1ª centrifugação de 1.500 rpm e 2ª centrifugação de 3.000 rpm; no protocolo II, de 2.000 rpm e 3.000 rpm; e o protocolo III com 3.000 rpm e 4.000 rpm, respectivamente. O melhor resultado para a produção de PRP autólogo foi obtido no protocolo 1, seguido do protocolo 2, com aumentos de 116% e 83,05% após a 2ª centrifugação, respectivamente. Entretanto, os resultados obtidos na 1ª centrifugação foram superiores aos apresentados após a 2ª. centrifugação, observando elevações de 203,66% e 210,20% comparados aos valores basais.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2020v36n4p328-331