LINFOMA DIFUSO DE GRANDES CÉLULAS EM UM BULDOGUE INGLÊS DE DOIS ANOS: RELATO DE CASO

M. C. MADEIRA, T. G. SOARES, T. R. SANTOS, A. P. C. FARIA, F. A. FERREIRA

Abstract


O linfoma é a neoplasia hematopoiética mais frequentemente diagnosticada na clínica de pequenos animais, sendo caracterizado por uma proliferação descontrolada de linfócitos, acometendo principalmente animais idosos. Dentre os achados clínicos mais comuns da doença, a linfadenopatia periférica recebe destaque. Manifestações clínicas como perda de peso, anorexia, edema subcutâneo, êmese, massas cutâneas, disfagia, ascite e dispnéia são também frequentemente encontradas. O diagnóstico dos linfomas é de extrema importância, sendo primordial para estabelecimento do prognóstico do animal, podendo ser feito através da análise citomorfológica de amostras obtidas por punção aspirativa e avaliação histopatológica. A poliquimioterapia é realizada como protocolo terapêutico de eleição para animais com linfoma. Foi atendido no Serviço de Clínica e Cirurgia Oncológica do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia (HV-UFU), um Buldogue Inglês, de dois anos de idade, apresentando linfonodonomegalia generalizada e diagnosticado com linfoma difuso de grandes células. O diagnóstico foi obtido por exame histopatológico e o imunohistoquímico revelou imunofenotipagem B. O paciente foi submetido a quimioterapia, sendo escolhido o protocolo Winscosin (CHOP) de 19 semanas com remissão completa ao término do protocolo. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de linfoma difuso de grandes células em um Buldogue Inglês de dois anos de idade com remissão completa após a realização de quimioterapia.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2021v37n3p173-176