HEMANGIOPERICITOMA CUTÂNEO EM RATO TWISTER (Rattus norvegicus): RELATO DE CASO

R. H. F. TEIXEIRA, T. F. S. M. CAMARGO, L. C. COTES, L. S. SANTOS, F. PAIFFER, R. C. SILVA, S. V. SANTOS

Abstract


O rato twister (Rattus norvegicus) pertence ao mesmo grupo taxonômico da capivara, cutia e paca, e a família Muridae. Há séculos os roedores estão em contato próximo aos seres humanos e são espécies de destaque em consequência da distribuição cosmopolita e por serem responsáveis pela maior parte dos prejuízos econômicos e sanitários causados à população humana. Os roedores estão migrando dos laboratórios de pesquisa para as residências de tutores, nas condições de pets não convencionais em razão de sua graciosidade e docilidade. Um rato twister foi atendido no Hospital Veterinário da Universidade de Sorocaba, pela presença de uma formação no flanco esquerdo, próximo da inserção do membro ao corpo do animal. O paciente, fêmea com 21 meses de vida, pelagem de coloração cinza e branca e pesando 375 g, ativo e se alimentando, apresentava uma neoformação de consistência firme e localizada em tecido subcutâneo. O paciente foi encaminhado ao centro cirúrgico para a retirada da neoformação. Objetivo do presente trabalho científico é descrever a ocorrência de uma neoplasia benigna pouco relatada em rato twister, assim como discorrer sobre a técnica cirúrgica e o protocolo anestésico utilizado no paciente.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2021v37n3p152-157