COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA E DIGESTIBILIDADE IN VITRO DE GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS

P. H. M. DIAN, J. P. F. BUOSI, M. F. F. MENEGUCCI, G. M. P. MELO, L. M. A. BERTIPAGLIA

Abstract


A demanda mundial por biocombustíveis fez com que as destilarias enxergassem na produção de etanol de milho uma opção à ociosidade na entressafra da cana de açúcar. Desse processo, a pecuária pode ser beneficiada com o coproduto, utilizando como fonte de proteína e energia na alimentação animal, o resíduo de destilaria de grãos. O objetivo foi avaliar grãos secos de destilaria com solúveis (distillers dried grain with solubles - DDGS) de milho e/ou sorgo quanto à composição químico-bromatológica e digestibilidade in vitro. Foram analisadas 11 amostras de DDGS de milho e/ou sorgo, coletadas entre abril de 2015 e maio de 2016, originadas de duas destilarias comerciais processadoras de grãos. Diante dos resultados, verificou-se que o DDGS é um ingrediente alternativo na dieta para ruminantes, porém, apresentaram variações de grande amplitude entre as amostras avaliadas, o que torna indispensável a análise bromatológica nas diferentes partidas para garantir sua correta utilização.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2021v37n3p112-120