PHYTOTHERAPIC AND HOMEOPATHIC In vitro EFFECTIVENESS OF Ruta graveolens TO CONTROL TICKS / Eficácia in vitro de Ruta graveolens, nas formas fitoterápica e homeopática, para o controle de carrapatos.

R. C. M. AURNHEIMER, M. A. V. COSTA PEREIRA, G. F. VITA, S. L. DAMAS

Abstract


O objetivo desta pesquisa foi testar in vitro a eficácia dos princípios ativos originários da planta medicinal Arruda (Ruta graveolens), como meio alternativo para o controle de carrapatos ixodídeos em animais domésticos do município de Campos dos Goytacazes, estado do Rio de Janeiro. O trabalho testou tanto o produto fitoterápico quanto o homeopático em baixas dinamizações hahnemmanianas. O experimento foi realizado no Setor de Parasitologia, Laboratório de Sanidade Animal, Hospital Veterinário, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Foram utilizadas fêmeas ingurgitadas (teleógenas) de Rhipicephalus (Boophilus) microplus e Amblyomma cajennense originárias de cepas selvagens obtidas de animais naturalmente infestados. Os carrapatos foram separados em grupos de dez e, para cada grupo, foram utilizadas três concentrações diferentes, tanto do extrato fitoterápico quanto da dinamização homeopática, o experimento seguiu o protocolo da WARRC (1997). O produto fitoterápico não demonstrou eficiência no controle de nenhum dos dois carrapatos, enquanto que o produto homeopático obteve sucesso no de teleógenas de R. (B.) microplus, atingindo 81,81% de controle de eclodibilidade dos ovos na maior diluição, o que torna o produto aceito para comercialização, segundo as normas dos órgãos governamentais.

 

 

 

SUMMARY

 

The main goal of this research was to test in vitro effectiveness of the active principles of the medicinal plant Rue (Ruta graveolens), as an alternative way to control ixodid ticks on domestic animals in Campos dos Goytacazes county, Rio de Janeiro. Both phytotherapic and homeopathic in low Hahnemannian`s dinamization forms were tested. The research was performed in the Setor de Parasitologia, Laboratório de Sanidade Animal, Hospital Veterinário of Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Wild engorged females of Rhipicephalus (Boophilus) microplus and Amblyomma cajennense collected from naturally infested animals were used. The ticks were divided  into groups of ten individuals and, for each group, three different concentrations of both phytotherapic distillation and homephatic dinamization were used, according to WARRC`s (1997) protocol. The phytotherapic product was not effective to control any of the two tick species, while the homeopathic product was effective to control engorged females of R. (B.) microplus, reaching 81.81% of unhitched eggs at the highest concentration level, which allows the product to go on the market according to government agencies.

 

 




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2012v28n2p122-127