VARIAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DO DIÂMETRO ERITROCITÁRIO E DO VOLUME CORPUSCULAR MÉDIO EM CÃES ANÊMICOS

D. S. GONÇALVES, B. F. M. ALMEIDA, S. R. M. BOMFIM, P. C. CIARLINI

Abstract


A anisocitose é um achado hematológico que rotineiramente é avaliado a partir do volume corpuscular médio (VCM) e da avaliação da morfologia eritrocitária em esfregaços sanguíneos. No presente estudo foi testada a hipótese de que o coeficiente de variação da distribuição do diâmetro eritrocitário (RDW-CV - Red Cell Distribution Width) é um parâmetro hematológico mais sensível na avaliação da anisocitose, considerando-se diferentes graus de anemia e reticulocitose em cães. Foram analisados hemogramas de 102 cães anêmicos e 353 cães controle, realizados em contador hematológico automatizado ABC Vet (Horiba ABX, Paris, França). Os animais anêmicos foram subdivididos conforme o grau de anemia (discreta, moderada e grave) e também de acordo com a resposta medular (resposta nula, discreta, moderada e intensa), por meio da contagem de reticulócitos manual. O RDW-CV apresentou diferença para os subgrupos de animais com anemia moderada e grave, que apresentaram valores maiores, com relação ao grupo controle e subgrupo com anemia discreta. O maior valor médio de RDW-CV (14,45%) ocorreu no subgrupo com anemia grave. No grupo controle o VCM teve valor maior que nos animais anêmicos, isto pode ter ocorrido devido a uma população mista de eritrócitos naquele grupo de animais. Entretanto, não houve diferença do VCM entre os diferentes graus de anemia e reticulocitose. Por isso, o RDW é um indicador de anisocitose mais sensível que o VCM e seu valor é diretamente proporcional ao grau de anemia e reticulocitose; quando associados, a sensibilidade para detecção de anisocitose em cães anêmicos é maior. O uso de valores de referência estabelecidos pelo próprio laboratório clínico é de extrema importância.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2014v30n2p115-119