ASPECTOS MORFOMÉTRICOS DA MUCOSA DO CÓLON DESCENDENTE DE EQÜINOS.

F. A. LUCAS, J. W. CATTELAN, C. A. DUARTE, I. C. BOLELI, E. B. MALHEIROS

Resumo


Alguns aspectos morfométricos foram estudados na mucosa do cólon descendente de 15 eqüinos adultos, nove fêmeas e seis machos, sem raça definida. Os fragmentos intestinais foram removidos na região da ?teniae coli, na face antimesentérica, distante 50cm do ligamento duodenocólico. As mensurações foram feitas com microscópio adaptado a um computador programado para análise de imagens. Para cada amostra foram medidas três variáveis: profundidade das
criptas (μm), distância entre criptas (μm) e o número de células caliciformes por cripta, cujas médias foram 378,81 (70,02), 60,49 ( 8,13) e 45,26 ( 9,27), respectivamente. Todas as variáveis estudadas não apresentaram diferenças significativas (p > 0,05) entre machos e fêmeas. Os valores obtidos podem contribuir na avaliação e prognóstico de lesões da mucosa deste segmento intestinal de eqüinos.
PALAVRAS-CHAVE: Morfometria. Mucosa. Cólon descendente. Eqüinos.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2005v21n2p215-219