ESTIMATIVAS DE CORRELAÇÕES GENÉTICAS ENTRE CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA MEDIDAS POR ULTRASSONOGRAFIA E POR ESCORES VISUAIS EM TOUROS BRANGUS

S. A. QUEIROZ, N. F. DIBIASI, P. THOLON, D. BARROZO

Abstract


Atualmente, a qualidade da carne bovina vem sendo requisitada por frigoríficos e consumidores, assim como, técnicas de avaliar a carcaça de animais vivos tem sido implementadas. Foram analisados 151 registros referentes às diferenças esperadas na progênie (DEPs), obtidas por um modelo animal reduzido, de escores visuais de musculatura (M) e precocidade (P) e de medidas por ultrassonografia bidimensional em tempo real: área de olho de lombo (AOL), marmoreiro (MARM) e espessura de gordura subcutânea (EGS). Foram estimadas correlações de Pearson entre as DEPs de M e AOL, P e EGS e P e MARM. A AOL apresentou correlação moderada com M, a correlação entre P e EGS foi também moderada e entre P e MARM foi de pequena magnitude, para a raça Brangus. Espera-se que a seleção para M apresente resposta correlacionada moderada e positiva em AOL, que a seleção para P resulte em resposta correlacionada moderada e positiva em EGS e que a seleção para P traga pouco incremento em MARM.

PALAVRAS-CHAVE: Área de olho de lombo, Espessura de gordura subcutânea, Precocidade, Marmoreio, Musculatura, Raça sintética.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2010v26n1p032-037