AVALIAÇÃO DE EQUAÇÕES DE PREDIÇÃO DE EXIGÊNCIAS PROTÉICAS NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGAS DE POSTURA.

N. K. SAKOMURA, M. R. B. BENATTI, R. BASAGLIA, J. B. K. FERNANDES, R. NEME, F. A. LONGO

Resumo


Um experimento foi conduzido com 600 frangas de postura da linhagem Lohmann LSL criadas em gaiola entre 3 e 18 semanas de idade, com o objetivo de avaliar as equações de predição de exigências protéicas, determinadas em estudos anteriores na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias ? Unesp - Jaboticabal. Os tratamentos consistiram em comparar o desempenho de aves alimentadas de acordo com as recomendações do manual de criação da linhagem, com alimentação ad libitum e com aves alimentadas de acordo com as equações de predição. No período de 3 a 18 semanas de idade, as aves alimentadas ad libitum apresentaram consumo de ração, ingestão de nutrientes e peso corporal maiores, em relação aos demais tratamentos. s 18 semanas de idade, as aves do tratamento da equação de proteína bruta apresentaram peso corporal semelhante ao recomendado pelo manual de criação da linhagem, apesar de apresentarem pior uniformidade. As aves dos demais tratamentos apresentaram peso corporal de 3 a 7% superior ao proposto pelo manual, com melhor uniformidade. O experimento teve continuidade na fase de produção, os tratamentos aplicados na fase de crescimento não afetaram o desempenho produtivo neste período. Os resultados ndicaram que as equações para predizer as exigências de proteína bruta, embora tenham proporcionado um peso corporal satisfatório, não foram suficientes para atender às necessidades protéicas das aves na fase de crescimento.
PALAVRAS-CHAVE: Desempenho. Equação de predição. Exigências de proteína. Frangas de postura.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2005v21n1p07-14