LABIAL LOCKING WITH BUTTONS FOR MANAGING MANDIBULAR FRACTURES IN CATS/Utilização do bloqueio labial com botões na correção das fraturas mandibulares em gatos

A. G. ROCHA, N. M. ROSA-BALLABEN, P. C. MORAES, J. G. PADILHA FILHO, B. W. MINTO

Resumo


 As fraturas de mandíbula ocorrem com relativa frequência em gatos, sendo as separações da sínfise mentoniana a apresentação mais comum. Muitos procedimentos são propostos para a correção destas fraturas, cabendo ao cirurgião a escolha pelo melhor método. O presente estudo objetivou avaliar uma técnica não invasiva baseada na aplicação de um bloqueio labial com botões para tratamento das fraturas do corpo da mandíbula associadas à disjunção da sínfise mentoniana  em gatos. Foram avaliados 5 animais com fraturas de mandíbula e disjunção de sínfise mentoniana, nos quais foram realizadas osteossíntese da sínfise com cerclagem de fio de aço e oclusão dentária com a técnica de bloqueio labial com botões, associado ao uso de sonda esofágica para alimentação enteral. Quatro animais apresentaram consolidação óssea após 30 dias. Em um deles foi necessário a realização de hemimandibulectomia após 15 dias da cirurgia, devido a impossibilidade de alimentação via sonda esofágica. O emprego da técnica de bloqueio labial com botões mostrou-se eficaz, pouco invasiva e simples nos casos avaliados.

 

SUMMARY

 

 

Fractures of the mandible are relatively common in cats. Mandibular symphysis separation represents the most frequent injury reported. Several procedures have been described for managing this condition. The aim of this study was to evaluate the labial locking for the adjuvant treatment of the mandibular fracture and symphysis detachment in cats. Five cats with mandibular fracture and detachment of the symphysis were evaluated. They were submitted to a cerclage wire technique at the symphysis, labial locking with buttons and enteral feeding. Four cats showed mandibular healing after 30 days. One animal could not be submitted to enteral feeding and a hemimandibulectomy was performed after 15 days postoperatively. The labial locking with buttons is simple, little invasive and easily performed. 




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n2p83-87