FREQUÊNCIA DE CÃES SOROPOSITIVOS PARA LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA EM DIVINÓPOLIS – MG EM 2010 / FREQUENCY OF SEROPOSITIVE DOGS FOR CANINE VISCERAL LEISHMANIASIS IN DIVINÓPOLIS – MG IN 2010

C. G. CARVALHO JUNIOR, J. R. LUCCI, E. LOPES, M. H. F. ROSA, J. M. BARBIERI, C. M. B. M. ROCHA

Resumo


A leishmaniose visceral (LV) é causada por um protozoário do gênero Leishmania (GUERRA, 2008) com transmissão vetorial e que apresenta distribuição mundial. Atualmente é considerada uma doença reemergente devido o aumento da sua incidência nos últimos anos (RESENDE, 2007). Em áreas urbanas de Minas Gerais e do Brasil o cão doméstico é o principal reservatório da Leishmania chagasi; a picada das fêmeas de flebotomíneos (mosquito palha ou birigui) faz a transmissão da doença do cão para o homem, caracterizando assim uma doença zoonótica. O presente estudo teve como objetivo determinar a ocorrência de leishmaniose visceral canina na cidade de Divinópolis – MG, durante o ano de 2010. Foram colhidas amostras de sangue de cães encaminhados ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) que apresentavam sinais clínicos da doença. Foram analisadas na Fundação Ezequiel Dias (FUNED) e no Laboratório de Parasitologia da Universidade Federal de São João Del Rey, campus em Divinópolis 2169 amostras o que resultou em 251 casos positivos (11,57%). Os cães foram separados por regiões e categorizados em “de rua” ou “domiciliados”. Na região Norte de 347 amostras, 47 positivos eram positivos, sendo 29 cães considerados “domiciliados” e 18 “de rua”. Na região Nordeste coletou-se 531 amostras, dando positividade em 91, dentre esses 63 animais eram “domiciliados” e 28 “de rua”.  Na região Oeste foi colhido 281 amostras, 21 animais positivos sendo 13 “domiciliados” e 8 “de rua”. Na região Sudeste, coletou-se 486 amostras, dando positividade em 38 cães, sendo 20 “domiciliados” e 18 “de rua”. Na regional Sudoeste 226 amostras foram coletas, das 16 amostras positivas, 10 cães eram “domiciliados” e 6 cães “de rua”. Já na regional central foram coletados 308 amostras, dando positividade em 38, desses, 26 cães eram “domiciliados” e 12 cães “de rua”. Os valores positivos por regiões foram: Norte (13,95%), Nordeste (17,14%), Central (12,34%), Oeste (7,47%), Sudeste (7,82%) e Sudoeste (7,08%). Observa-se que as regiões que apresentaram maior prevalência estão relacionadas com a proximidade ao rio que corta a cidade. Os resultados observados permitem priorizar as regiões de maior ocorrência objetivando controle mais eficaz na cidade de Divinópolis.

 

SUMMARY

 

 

Visceral leishmaniasis (VL) is caused by a protozoan of the genus Leishmania (GUERRA, 2008) with vector transmission and worldwide distribution. It is currently considered a reemerging disease due to increased incidence in recent years (RESENDE, 2007). In urban areas of Minas Gerais and Brazil, the domestic dog is the main reservoir of Leishmania chagasi, which is transmitted from dog to humans via the bite of female sand flies (straw mosquitoes or birigui), thus characterizing a zoonotic disease. This study aims to determine the occurrence of canine visceral leishmaniasis in Divinópolis - MG, during 2010. We collected blood samples from dogs referred to the Center for Zoonosis Control (CCZ) with clinical signs of the disease. The samples were analyzed in the Ezequiel Dias Foundation (FUNED) and Laboratory of Parasitology of the Universidade Federal de São João Del Rey, campus Divinópolis. From the 2169 samples analyzed, 251 (11.57%) were positive. The dogs were separated by regions and categorized as “stray” and “domestic”. In the northern region, of 347 samples, 47 were positive with 29 domestic and 18 stray dogs.  From the 531 samples collected in the Northeast, 91 were positive of which 63 domestic and 28 stray dogs.  In the western region of the 281 samples collected, 21 were positive with 13 domestic and 8 stray dogs. In the Southeast, from 486 samples 38 were positive, of which 20 domestic and 18 stray dogs. In the Southwest, from the 226 samples collected, 16 were positive samples with 10 domestic and 6 stray dogs. In the Central Region, 308 samples were collected and 38 were positive, of which 26 domestic and 12 stray dogs. Positive results ​​for the regions were: North (13.95%), Northeast (17.14%), Central (12.34%), West (7.47%), Southeast (7.82%) and Southwest (7.08%). It is observed that the regions with the highest prevalence are closer to the river that crosses the city. The results allow prioritizing areas of higher occurrence aiming at more effective control in Divinópolis.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p72