AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DO USO DE IVERMECTINA A 4% E LEVAMISOL A 15%, NO CONTROLE DE PARASITAS TRICHOSTRONGYLIDAE EM OVINOS / EVALUATION OF IVERMECTIN AND LEVAMISOLE EFFICACY ON THE CONTROL OF TRICHOSTRONGYLIDAE PARASITES IN SHEEP

Y. A. C. BLANCO, E. A. C. MENDOZA, J. G. CELIS, P. A. SALAZAR

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar a efetividade da ivermectina a 4% e o levamisol a 15% no controle de parasitas gastrointestinais. Foi realizada uma amostragem de 20 ovinos entre 3 a 6 meses de idade em uma propriedade no município de Sabana de Torres, Santander, Colômbia em 2011. Os animais foram divididos em dois grupos e permaneceram nas mesmas condições ambientais, nutricionais e de manejo durante 115 dias de experimento. Um dos grupos recebeu Ivermectina a 4% via subcutânea, na dose de 800 μg/kg em dose única (dia 0). O outro grupo, por sua vez, recebeu 3 doses de Levamisol  a 15%, na dose de 7.5 mg/kg administrados nos dias 0, 31 e 80. Foi avaliada a influência dos tratamentos no controle dos parasitas gastrointestinais, ganho de peso e custos dos tratamentos em cada grupo. Em relação à redução dos ovos, observou-se que os dois tratamentos foram efetivos até o dia 17, sendo mais eficaz a ivermectina, que manteve os níveis toleráveis de parasitas nos primeiros 94 dias. Além disso, o ganho de peso teve diferenças significativas (p<0.05) entre tratamentos, pois o grupo tratado com ivermectina obteve um maior ganho de peso final, com média de 8,4kg enquanto o grupo tratado com levamisol teve um ganho de peso médio de 6,7 kg. Com isso, o custo dos tratamentos no grupo da ivermectina apresentou uma diminuição no preço da mão de obra e também um melhor ganho de peso final, oferecendo uma alternativa rentável para o produtor.

 

 

SUMMARY

The aim of this study was to evaluate the effectiveness of 4% ivermectin and 15% levamisole to control gastrointestinal parasites. The tests were conducted on a sample of 20 sheep aged between 3 and 6 months from a farm located in Sabana de Torres, Santander, Colombia, in 2011. The animals were divided into two groups and remained under the same environmental conditions, and nutritional management during the 115 days of the experiment. One group received 4% ivermectin, subcutaneously, 800 mg/kg single dose (day 0). The other group received three doses of 15% Levamisole, 7.5 mg/kg, administered on days 0, 31 and 80. The efficiency of the treatment was evaluated on the control of gastrointestinal parasites, weight gain and treatment costs for each group. Regarding egg reduction, the results showed that the two treatments were effective up to 17 days while the more effective was ivermectin, which retained acceptable levels of the parasites in the first 94 days. In addition, the weight gain was significantly different (p>0.05) between treatments. Furthermore, the group treated with ivermectin displayed higher final weight, with an average of 8.4 kg while the group treated with levamisole had a mean weight gain 6.7 kg. Regarding treatment cost, the group of sheep treated with ivermectin had lower labor cost and higher final weight, being a cost effective alternative to the producer.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p45