INDICE DE RESISTÊNCIA MULTIPLA A ANTIMICROBIANOS EM AMOSTRAS DE FERIDAS DE ANIMAIS ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ – CAMPUS DE UMUARAMA-PR / MULTIPLE ANTIMICROBIAL RESISTANCE INDEX IN WOUND SAMPLES OF ANIMALS ...

J. T. BORDIN, R. A. P. SFACIOTTE, L. G. CORONEL, V. K. C. VIGNOTTO, R. R. MARTINS, S. R. WOSIACKI

Resumo


A cicatrização de feridas quando manejadas corretamente evolui rapidamente, porém fatores como idade, imunossupressão e doenças concomitantes podem influenciar na recuperação das lesões. O uso de antimicrobianos é importante para controle da microbiota da pele e previne infecções secundárias e septicemias. Graças à complexidade dos mecanismos de resistência, a escolha dos antimicrobianos tornou-se uma difícil missão, aumentando a morbidade e mortalidade dos pacientes tratados indevidamente (ARIAS et al., 2008).Este trabalho teve por objetivo verificar o índice de resistência múltipla a antimicrobianos (MAR) de 28 amostras de feridas de animais atendidos no HV-UEM. Foram identificados os seguintes grupos de bactérias: cocos (15 Staphylococcus spp.; 2 Streptococcus spp. e 5 cocos gram negativos) e bacilos (3 Escherichia coli; 1 Providencia spp.; 2 Proteus spp). O perfil de resistência foi realizado segundo as normas recomendadas pela CLSI animal (2008) para disco-difusão com 30 antimicrobianos, divididos entre 10 classes, que foram escolhidos de acordo com seu espectro de ação. O índice MAR é determinado pelo número de antibióticos resistentes pelo total testado, considerando-se valores iguais ou superiores a 0,2 como indicativos de resistência múltipla. Do total de 28 amostras bacterianas, 25 apresentaram o MAR≥0,2, com média de 0,43; mínima de 0,03; máxima 0,8 e moda 0,35.Entre as amostras identificadas, os cocos apresentaram resistência múltipla de 90,9%, sendo que entre eles os Staphylococcus spp. tiveram 93,3%, os Streptococcus spp. 100% de resistência, os cocos gram negativos 80% apresentaram-se resistentes. Já entre os bacilos 80% do total apresentaram resistência aos antimicrobianos testados, sendo que a Escherichia coli mostrou 66,7% e a Providencia spp e Proteus spp evidenciaram ser 100% resistentes.Os resultados mostram a importância do controle dos antimicrobianos no uso em feridas, uma vez que os índices de resistências múltiplas encontrados nas amostras avaliadas foram considerados altos.

 

 

SUMMARY

Wound healing progresses rapidly when handled correctly, but factors such as age, concomitant diseases and immunosuppression may influence recovery. The use of antibiotics is important in controlling the microbiota of the skin and prevents secondary infections and sepsis. The choice of antimicrobial has become a difficult task due to the complexity of antibiotics resistance mechanisms, leading to increased morbidity and mortality of patients treated inappropriately (ARIAS et al., 2008). This study aimed to verify the level of multiple antimicrobial resistance (MAR) of 28 samples of wounds from animals treated at HV- UEM. We identified the following groups of bacteria: cocci (15 Staphylococcus spp.; 2 Streptococcus spp.; 5 cocci gram-negative) and bacillus (3 Escherichia coli; 1 Providencia spp.; 2 Proteus spp.). The resistance profile was performed according to the standards recommended by the Animal CLSI (2008) for disk diffusion with 30 antimicrobials, divided among 10 classes, which were chosen according to its spectrum. The MAR index is given by the ratio between the number of antibiotic resistant by total tested, considering values ​​equal to or greater than 0.2 as indicative of multidrug resistance. Of the 28 bacterial samples, 25 had MAR≥0.2, with an average of 0.43, minimum 0.03, maximum 0.8 and mode 0.35. Among the identified samples, cocci showed multiple resistance of 90.9%, and among them Staphylococcus spp. had 93.3 %, Streptococcus spp. 100% resistance, of the Gram-negative cocci 80% were resistant. Among the bacilli, 80% of the total displayed resistance to antimicrobials while Escherichia coli showed 66.7% and Providencia spp and Proteus spp were 100% resistant. The results show the importance of controlling the use of antibiotics to treat wounds since the multiple resistance levels found in the samples evaluated were considered high.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p21