PERFIL DO CONSUMO DE CARNE EM LAVRAS / MG / MEAT CONSUMER PROFILE IN LAVRAS, MG

J. M. BARBIERI, K. C. P. CAIXETA, C. ESTEVES, S. G. RODRIGUES, J. R. LUCCI, C. M. B. M. ROCHA

Resumo


O comportamento do consumidor está passando por mudanças que permitem que o fluxo de informações se difunda e seja importante nas decisões sobre hábitos alimentares e preferências de consumo. Com o objetivo de descrever o perfil dos consumidores de carne em Lavras/MG foram entrevistados 102 consumidores com formulários previamente testados. Foi feita a análise descritiva dos dados no software PASW Statistics 20 e extraídas as maiores frequências para traçar o perfil dos consumidores. Em relação à escolaridade observou-se que 54,9% dos entrevistados possuíam somente até o ensino fundamental. Em relação a renda a maioria (64,2%) é pertencente a classe C (1 a 3 salários mínimos). Quanto ao tipo de carne consumida 56,4% diz consumir mais carne bovina, mas a consideram a 2ª carne pior para a saúde (perdendo apenas para a de suínos) e a segunda mais cara (perdendo apenas para a de peixe). A carne mais barata, segundo os consumidores entrevistados foi a de aves (55,4%), mas ficou em 3º lugar como a mais consumida. A carne considerada melhor para a saúde foi a de peixe, mas também foi considerada a mais cara criando uma limitação para seu consumo. Em relação aos motivos do consumo, a preferência pelo paladar foi um fator decisivo (62,4%) para a determinação da carne consumida. Conclui-se que a renda dos consumidores limita-os a comprar determinados tipos de carne, mas a principal influência é a cultura, que gera costumes e hábitos que mesmo contraditórios em algumas opiniões, não se desfazem.

 

 

SUMMARY

 

Consumer behavior is undergoing changes that allow the flow of information to spread and become an important factor in decisions about eating habits and consumer preferences. In order to describe the profile of consumers of meat in Lavras, MG, we interviewed 102 consumers using previously tested forms. The descriptive data analysis was performed using the PASW Statistics 20 software of which the highest frequencies were extracted in order to evaluate meat consumer profile. Regarding education, it was observed that 54.9% of respondents had only completed elementary school while the majority in terms of income (64.2%) belonged to class C (1-3 minimum wages). The type of meat consumed by 56.4% of the respondents was mostly beef, but they consider it the 2nd worst meat for health (second only to pigs) and the second most expensive (second only to fish). The cheapest meat, according to the consumers was poultry (55.4%), but ranked 3rd as the most consumed. The best meat for health was fish; however, the high price limited its regular use. Taste was a decisive factor (62.4%) when deciding which meat to buy for consumption. We conclude that consumer income limits them to buying certain types of meat, but the main influence is the culture, customs and habits that even contradictory sometimes, do not change very easily. 


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p95