AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE MÉTODOS DE ENSAIO IMUNOENZIMÁTICO PARA THEILERIA EQUI DE AMOSTRAS DE SORO EQUINO DO ESTADO DE SÃO PAULO.

Andrea Cristina Parra, M. A. PIOTTO, C. R. FRESCHI, R. Z. MACHADO, W. R. FERNANDES

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo comparar a sensibilidade e especificidade de dois testes diagnósticos, um ELISA indireto e um ELISA competitivo,para Theileria equi,com a finalidade de disponibilizar um teste alternativo para o diagnóstico da babesiose em rebanhos equinos em território nacional. Foram avaliadas 168 amostras de soro equino (suspeitos ou não para babesiose), com idade mínima de um ano, independente de sexo, raça e manejo. Os testes foram realizados segundo especificações de cada fabricante. Os resultados obtidos foram analisados estatisticamente pelo Teste do Qui-quadrado. A concordância entre os testes foi de 97,2% entre os animais soropositivos (105 soropositivos no c-ELISA e 108 soropositivos no ELISA indireto) e 95,2% dos animais soronegativos (63 soronegativos no c-ELISA e 60 soronegativos no ELISA indireto). Não foram observadas diferenças estatisticamente significativas entre os dois testes. Concluiu-se que o teste ELISA indireto apresentou alta sensibilidade e especificidade (98,1% e 92,1%, respectivamente) para o diagnóstico de Babesiose por Theileria equi.


Texto completo:

PDF - PORTUGUÊS


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2014v30n1p42-47