COMPARAÇÃO ENTRE A QUANTIDADE DE Escherichia coli PRESENTE NO CECO DE FRANGOS DE CORTE COM E SEM JEJUM PRÉ-ABATE / COMPARISON BETWEEN AMOUNTS OF Escherichia coli FROM CECAL CONTENT OF BROILER WITH AND WITHOUT PRE-SLAUGHTER FEED WITHDRAWAL

F. R. BARREIRO, L. A. AMARAL, L. F. RIBEIRO, L. F. LAVEZZO, C. E. G. AGUILAR, A. C. R. SANTOS

Resumo


A prática de jejum pré-abate é utilizada rotineiramente na criação de frangos de corte com o intuito de diminuir o volume intestinal e reduzir a probabilidade de rompimento deste durante a manipulação no abatedouro, visando assim prevenir a contaminação da carcaça por conteúdo intestinal. O objetivo desse experimento foi testar a eficiência da prática do jejum pré-abate nas populações de Escherichia coli presentes no ceco das aves. A E. coli foi utilizada nesse experimento como um microrganismo indicador para que se possa prever o que aconteceria com os microrganismos gram negativos possivelmente patogênicos. Foram utilizados 20 frangos de corte da linhagem Cobb, abatidos aos 42 dias de idade. A ração foi retirada 12 horas antes do abate. As amostras de conteúdo cecal foram coletadas de 10 aves de cada tratamento (sem jejum e com jejum) no fim do período de jejum pré-abate e acondicionadas em água peptonada 0,1%. Diluições seriadas foram feitas a partir dessa solução. A contagem de UFC/mL (Unidades Formadoras de Colônia/mL de solução de conteúdo cecal) foi determinada a partir da contagem em placas com ágar Violet Red Bile com MUG- BD (Difco) (APHA, 2001). Para a análise estatística, os dados foram transformados em y=log (x). Apesar dos valores encontrados para os frangos submetidos ao jejum serem menores (8,40±0.35 UFC/mL) do que para aqueles alimentados normalmente (9,90±1.07 UFC/mL), não foi encontrada diferença estatística (P>0,05) entre os tratamentos. Sendo assim, pode-se concluir que o jejum não interferiu significativamente na quantidade de E. coli no ceco, e, consequentemente, não diminuiu o risco de transmissão de patógenos gram negativos possivelmente presentes no ceco que tem potencial para entrar em contato com a carcaça durante o seu processamento no abatedouro.

 

 

SUMMARY 

Pre-slaughter fasting is routinely used in broiler chicken farms in order to decrease bowel volume and reduce the likelihood of breakage during handling in the slaughterhouse, thus aiming to prevent carcass contamination by intestinal contents. The objective of this experiment was to test the efficiency of pre-slaughter fasting in populations of Escherichia coli present in the cecum of birds. E. coli was used in this experiment as an indicator microorganism so that one can predict what would happen with potentially pathogenic gram-negative microorganisms. We used 20 Cobb broilers, slaughtered at 42 days of age. The feed was withdrawn 12 hours before slaughter. Samples of cecal contents were collected from 10 birds per treatment (fasting and nonfasting) before slaughter and placed in 0.1% peptone water. Serial dilutions were made from this solution. The number of CFU/mL (colony forming units/mL of cecal content) was counted on plates containing Violet Red Bile Agar with MUG-BD (Difco) (APHA, 2001). For statistical analysis, data were transformed to y = log (x). Although the values ​​found for the chickens subjected to fasting were lower (8.40 ± 0.35 CFU/mL) than for those fed normally (9.90 ± 1.07 CFU/mL), there was no statistical difference (P>0.05) between treatments. Thus, it can be concluded that fasting neither changed significantly in the amount of E. coli in the cecum nor decreased the risk of transmission of gram-negative pathogens possibly present in the cecum that can potentially come into contact with the carcass during processing in the slaughterhouse. 

 

 


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p90