INFLUÊNCIA DAS CONDIÇÕES SANITÁRIAS DOS EQUIPAMENTOS E DAS MÃOS DOS ORDENHADORES SOBRE A QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE / INFLUENCE OF SANITARY CONDITIONS OF THE EQUIPMENT AND MILKER HANDS ON THE MICROBIOLOGICAL QUALITY MILK

C. C. CAMPOLI, I. R. H GATTO, D. I. KOZUSNY-ANDREANI

Resumo


A qualidade do leite é o aspecto mais relevante dentro da cadeia produtiva, desencadeando por meio da indústria leiteira, transformações e renovação constante. Considerado um ponto crítico entre os elos da cadeia, o produtor é uma das chaves para melhorias concisas. Diversos fatores interferem à qualidade do leite, desde o controle dos animais, higiene dos equipamentos, pessoal e instalações, assim como as práticas do ordenhador. Outra condição específica é o armazenamento, onde a temperatura deve ser rigorosamente controlada e subsequente um transporte adequado, inferindo de forma negativa ao desenvolvimento de micro-organismos durante o fluxo. São alcançadas as condições mínimas de qualidade do leite, quando o conhecimento e a prática de operações sanitárias específicas, estão intrínsecas em todo o processo. O objetivo do trabalho foi avaliar as condições higiênico-sanitárias de propriedades produtoras de leite, equipamentos, mãos dos ordenhadores. Foram coletadas em cada propriedade amostras das mãos dos ordenadores com auxílio de sacos plásticos esterilizados contendo 200 mL de solução salina (NaCl 0,5%), antes e após higienização com detergente neutro e clorexidine 2%, e colhidas quatro amostras do tanque de expansão, sendo duas após o esvaziamento e duas a seguir a limpeza, a partir da fricção de swab estéril no interior do tanque e na saída do leite.  Destarte, dezoito propriedades completaram a pesquisa, desse total, 28% estavam dentro dos padrões de higiene e 72% estavam fora dos padrões, na maioria delas foram isoladas bactérias e fungos leviduriformes. Estes micro-organismos foram identificados como sendo das espécies Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Streptococcus dysgalactiae, Bacillus subtilis, Candida albicans. Por conseguinte, com os resultados obtidos pode-se concluir que a falta de condições sanitárias e de higiene durante a ordenha, favoreceram o desenvolvimento de micro-organismos indesejáveis interferindo diretamente na qualidade do leite.

 

SUMMARY

 

 

Milk quality is the most important characteristic in the production chain, triggering through the dairy industry, transformations and constant renewal. Considered as a critical point in the production chain, the producer is the key for swift improvements. Several factors affect the quality of milk, starting with the control of animals; sanitary conditions of equipment, personnel and facilities, as well as milker practices. Another specific condition is the storage of milk, where temperature must be strictly controlled and subsequently adequate for transportation, in order to inhibit the growth of micro-organisms. Currently, when specific sanitary conditions, inherent to the process, are known and practiced, the quality of milk reaches the required minimum standard. This study evaluated the hygienic-sanitary conditions of milking equipment, as well as the hands of the milker. We visited dairy farms and collected samples from the hands of milkers using plastic bags containing 200 mL of sterile saline solution (0.5% NaCl), before and after cleaning with detergent and 2% chlorhexidine. Another four samples were collected from the expansion tank, two after emptying and two following cleaning, through the friction of sterile swab on the inside of the tank and at milk outlet. Thus, eighteen properties were surveyed, of this total, 28% were within the standards of hygiene and 72% did not have appropriate sanitary-hygienic conditions, in most of them bacteria and yeast fungi were isolated from the samples. These microorganisms were identified as the species Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Streptococcus dysgalactiae, Bacillus subtilis, and Candida albicans. Therefore, the results show lack of adequate sanitation and hygiene during milking, thus favoring the development of undesirable micro-organisms that interfere directly with milk quality.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p91