DETECÇÃO DE Cryptosporidium parvum EM ÉGUAS E POTROS / DETECTION OF Cryptosporidium parvum IN MARES AND FOALS

S. V. INÁCIO, A. S. ZUCATTO, R. L. L. BRITO, A. A. NAKAMURA, M. V. MEIRELES, K. D. S. BRESCIANI

Resumo


A primeira descrição de Cryptosporidium infectando equinos ocorreu em potros árabes imunocomprometidos. A ocorrência da criptosporidiose pode variar conforme a localização geográfica, clima, manejo, população e método diagnóstico utilizado. Informações a respeito da epidemiologia molecular para investigação do potencial zoonótico da infecção pelo protozoário nesses hospedeiros ainda são escassas. Com o objetivo de caracterizar molecularmente o protozoário Cryptosporidium spp em equinos, foram examinados 92 potros (56 machos e 36 fêmeas) com idade entre três a 330 dias e 24 matrizes provenientes de 11 fazendas da região Noroeste do Estado de São Paulo, Brasil. Os animais eram das raças Quarto de Milha, Mangalarga Marchador, Paint Horse, Crioula e Pampa. Amostras fecais foram colhidas diretamente da ampola retal dos animais e congeladas para a realização da nested-PCR com amplificação de fragmentos da subunidade 18S do gene do RNA ribossômico. As amostras positivas foram submetidas ao sequenciamento para identificação das espécies de Cryptosporidium. A pesquisa foi aprovada pela Comissão de Ética em Experimentação Animal da Faculdade de Odontologia de Araçatuba - UNESP (n°2009-002165). A ocorrência da infecção por Cryptosporidium spp foi de 21,7% nos potros e 29,1% nas éguas (P≥0,05). Não houve diferença entre a positividade e as variáveis sexo e idade (P≥0,05). Não foi identificada associação significativa entre as éguas e seus potros. Por meio do sequenciamento de três amostras positivas foi possível detectar Cryptosporidium parvum. Dois potros positivos apresentaram diarreia, mas não é possível afirmar que essa sintomatologia foi causada ​​pelo protozoário, visto que não foram realizados testes diferenciais para saber a ocorrência de outros agentes etiológicos possíveis. No Brasil, este é o primeiro estudo de caracterização molecular desse parasito em equinos, com identificação da espécie do protozoário.

 

 

SUMMARY

The first description of infection by Cryptosporidium in Arabian horse foals was reported for immunocompromised patients. The occurrence of cryptosporidiosis may vary according to geographic location, climate, management, population and diagnostic method used. Information about the molecular epidemiology to investigate the zoonotic potential of protozoan infection in these hosts is scarce. In order to characterize molecularly the protozoan Cryptosporidium spp in horses, 92 foals were examined (56 males and 36 females) aged three to 330 days and 24 mares from 11 farms in northwestern São Paulo, Brazil. The animals were of the following breeds: Quarter Horse, Mangalarga Marchador, Paint Horse, Crioula and Pampa. Fecal samples were collected directly from the rectum of animals and frozen for carrying out the nested-PCR with amplification of the fragments of the 18S subunit of the ribosomal RNA gene. Positive samples were subjected to sequencing for identification of Cryptosporidium species. The study was approved by the Ethics Committee on Animal Experiments of the College of Dentistry of Araçatuba - UNESP (No. 2009-002165). The Cryptosporidium spp infection rates were 21.7% and 29.1%, in foals and mares, respectively (P≥0.05). There was no difference between positives and the variables, gender and age (P≥0.05). No significant association was found between mares and their foals. The sequencing of the three positive samples detected Cryptosporidium parvum. Two positive foals had diarrhea, but it is not possible to assert that these symptoms were caused by the protozoan, as no tests were performed to determine the occurrence of other possible etiologic agents. In Brazil, this is the first study of molecular characterization of this parasite in horses, with identification of the species of the parasite.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p49