PREVALÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI-Toxoplasma gondii EM CAPRINOS / PREVALENCE OF Toxoplasma gondii ANTIBODIES IN GOATS

R. L. L. BRITO, M. M. SOUSA, A. C. R. CAVALCANTE, D. A. S. OLIVEIRA, L. S. VIEIRA, K. D. S. BRESCIANI

Resumo


A Toxoplasmose pode ser congênita ou adquirida e representa uma das infecções parasitárias mais comuns em caprinos, de qualquer faixa etária, raça e/ou sexo. Estudos epidemiológicos realizados no Brasil e no mundo apontam que a prevalência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii varia entre 10% a 86%, independente do sistema de produção adotado. Objetivou-se com este estudo avaliar a prevalência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em caprinos de oito propriedades rurais de Quixadá, Ceará. Foram realizadas coletas de sangue por venipunção da jugular de 93 cabritos, machos e fêmeas, com mais de quatro meses de idade; 54 matrizes e três reprodutores. Os sangues foram centrifugados a 3000xg por 10 minutos para obtenção do soro. Estes foram armazenados em tubos tipo eppendorf® e congelados a -20°C até o momento da realização do teste ELISA indireto, usando como antígeno taquizoítos de T. gondii. A pesquisa foi aprovada pela Comissão de Ética no Uso de Animais da FCAV-UNESP, sob o protocolo 014465/12. As análises estatísticas foram realizadas no programa EPI Info 7.0.9.7 utilizando-se o teste Qui-quadrado. A prevalência de anticorpos anti-T. gondii encontrada: nas oito propriedades foi de 23,33% (35/150) e para as diferentes categorias animais de 15,05% (14/93) para crias; 37,04% (20/54) para matrizes e 33,33% (1/3) para os reprodutores, quando essas foram comparadas houve diferença estatística entre crias x matrizes (P = 0,0006) e crias x reprodutores (P = 0,004). Com relação ao sexo a prevalência encontrada para fêmeas foi de 25,21% (30/119) e para machos de 16,13% (5/31), não foi observada diferença estatística (P = 0,16). O sistema de produção adotado na maioria das propriedades era misto, ou seja, produzia-se carne e leite. Em todas as propriedades estudadas foi encontrado pelo menos um animal soropositivo para T. gondii, demonstrando que formas infectantes do protozoário estão presentes na região estudada.

 

SUMMARY

Congenital or acquired toxoplasmosis is one of the most common parasitic infections in goats of any age, race and sex. Epidemiological studies carried out in Brazil and around the world show that the prevalence of Toxoplasma gondii antibodies ranges from 10% to 86%, regardless of the adopted production system. The objective of this study was to evaluate the prevalence of antibodies to Toxoplasma gondii in goats from eight farms in Quixadá, Ceará. Blood samples were collected by jugular venipuncture of 93 male and female little goats, older than four months; 54 does and three bucks (breeders). The blood samples were centrifuged at 3000xg for 10 minutes to separate the serum. Serum samples were stored in Eppendorf ® tubes and frozen at -20°C for further testing by the indirect ELISA using as antigen tachyzoites of T. gondii. The study was approved by the Ethics Committee on Animal Use of FCAV - UNESP, under protocol 014465/12. Statistical analyses were performed by the Epi Info 7.0.9.7 software using the Chi-square test. The prevalence of T. gondii antibody for the eight properties studied was as follows: 23.33% (35/150) while within the animal categories, they were 15.05% (14/93) for offspring; 37.04% (20/54) for does; 33% (1/3) for bucks.     The statistical analysis showed significant differences between offspring x does (P=0.0006) and offspring x bucks (P=0.004). With respect to gender, the prevalence for does was 25.21% (30/119) while for bucks, it was 16.13% (5/31), but they were not statistically different (P=0.16). The production system adopted in the majority of properties was mixed, that is, they produced meat and milk. All the properties had at least one animal positive for T. gondii, demonstrating that infectious forms of the parasite are present in the studied region.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p61