AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA QUALIDADE DA ÁGUA FORNECIDA A BEZERROS, BOVINOS DE CORTE E BOVINOS DE LEITE / COMPARISON OF THE QUALITY OF WATER SUPPLIED TO CALVES, BEEF AND DAIRY CATTLE

F. R. BARREIRO, L. A. AMARAL, L. F. RIBEIRO, L. F. LAVEZZO, C. E. G. AGUILAR, A. C. R. SANTOS

Resumo


A qualidade da água de consumo animal deve ser assegurada para que possíveis patógenos presentes nesta não sejam transmitidos aos animais e aos que irão consumir os produtos originários da sua carne e leite. O objetivo desse experimento foi avaliar a qualidade microbiológica da água fornecida a bezerros, bovinos de corte e bovinos de leite na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/ UNESP Jaboticabal. A coleta foi feita diretamente dos bebedouros dos animais utilizando-se frascos estéreis. A determinação do número mais provável (NMP) de coliformes totais e de Escherichia coli foi realizada pela técnica do substrato cromogênico-fluorogênico-hidrolizável (Colitag). Foram encontrados os seguintes resultados para a água de bezerros: 2.909 NMP/100 mL de coliformes totais e 173 NMP/100 mL de E. coli. Para a água de bovinos de corte e leite, respectivamente, os resultados foram 51,2 NMP/100 mL de coliformes totais e 24,6 NMP/100 mL de E. coli;  6.867 NMP/100 mL de coliformes totais e 4.611 NMP/100 mL de E. coli. Dentre as categorias animais analisadas, a maior contaminação por coliformes totais foi encontrada na água dos bovinos de leite, seguida da água dos bezerros e bovinos de corte. Para a água de consumo animal, a Resolução Conama 357/05 permite até 1.000 NMP de E. coli por 100 mL de água. Apenas a água fornecida aos bovinos de leite encontra-se fora desse limite estabelecido pela legislação. Portanto, deve-se atentar para os fatores que possam estar contribuindo para a maior  contaminação da água fornecida ao gado de leite e tentar corrigi-los para garantir a diminuição do risco de transmissão de patógenos veiculados pela água para esses animais.

 

 

SUMMARY

 

Water quality for animal consumption must be ensured so that no pathogens are transmitted either to the animals or to those who will consume the products originating from them, such as meat and milk. The objective of this experiment was to evaluate the microbiological quality of the water supplied to calves, beef and dairy cattle at the Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP, Jaboticabal. The water samples were collected directly from the troughs of animals using sterile vials. The determination of the most probable number (MPN) of total coliforms and Escherichia coli was performed by the chromogenic-fluorogenic substrate-hydrolyzable (Colitag). The following results were observed for the water supplied to calves: 2,909 MPN/100 mL of total coliforms and 173 MPN/100 mL of E. coli. The results for the water supplied to beef and dairy cattle, respectively, were 51.2 MPN/100 mL of total coliforms and 24.6 MPN/100 mL of E. coli; 6,867 MPN/100 mL of total coliforms and 4,611 MPN/100 mL of E. coli. Among the categories of animals analyzed, the highest number of total coliform was found in the water of dairy cattle, followed by the water supplied to calves and beef cattle. Resolution CONAMA 357/05 allows up to 1,000 MPN of E. coli per 100 mL of drinking water supplied to animals. Only the water supplied to dairy cattle is outside the limit established by law. Therefore, attention should be paid to the factors that may be contributing to greater contamination of water supplied to dairy cattle and try to address them to ensure the reduction of risk of transmission of pathogens transmitted by water to these animals.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p121