RESISTÊNCIA DE ESPÉCIES DE CANDIDA ISOLADAS DE LEITE PROVENIENTE DE MASTITE BOVINA À PASTEURIZAÇÃO E FERVURA.

L. C. AGOSTINHO SARTORI, R. C. SANTOS, J. M. MARIN

Abstract


Este trabalho teve como objetivo a avaliação da resistência a pasteurização e a fervura de culturas do gênero Candida isoladas de leite bovino. Foram obtidos 45 isolados de Candida em leite provenientes de vacas leiteiras acometidas de mastite clínica ou sub-clínica em quatro estados brasileiros. As culturas foram submetidas a diferentes tratamentos térmicos, pasteurização rápida (72-75oC / 20 seg), pasteurização lenta (62-65oC / 30 min), e fervura (100oC / 1-3 seg). A pasteurização rápida foi o procedimento no qual houve maior índice de resistência da levedura (64,4%), seguida pela fervura (15,5%) e pela pasteurização lenta (6,6%). A persistência de diferentes espécies de Candida em leite submetido à pasteurização e a fervura, pode representar um risco ao consumidor, especialmente aos indivíduos imuno-comprometidos, crianças e pessoas idosas.




DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2014v30n1p38-41