AVALIAÇÃO PRELIMINAR DE Paspalum pauciciliatum: PRODUÇÃO ESTACIONAL E RESPOSTA AO NITROGÊNIO.

S. M. SCHEFFER-BASSO, F. FÁVERO, E. P. CESARO, C. JOURIS, P. A. V. ESCOSTEGUY

Resumo


Objetivou-se avaliar aspectos morfofisiológicos e bromatológicos de uma gramínea forrageira nativa, o capim meladorprostrado (Paspalum pauciciliatum), submetida a quatro doses de nitrogênio (zero, 4 x 12.5, 4 x 25 e 4 x 50 kg de N/ha). As plantas foram estabelecidas em linhas de 5 m e por mudas. A adubação-N ocorreu na primavera-verão, quando as plantas foram cortadas a cada 30 dias deixando-se 5 cm de resíduo. A colheita final ocorreu no término do outono, 113 dias após o último corte e 143 dias após a última aplicação de N. O nitrogênio não afetou a produção de matéria seca (MS) na estação quente, mas aumentou linearmente a expansão horizontal no período de estabelecimento (0,416 cm/kg N/ha), teor médio de proteína bruta (0,0192%/kg N/ha), produção diária de matéria seca outono (51,28 kg MS/kg N/ha). O nitrogênio reduziu o teor de FDA (-0,022%/kg N/ha). A boa produção de forragem (3.104 kg MS/ha) e a composição química (PB= 12,2%; FDA= 43,4%; FDN= 66,2%; hemicelulose= 22,7%) no outono indicam seu uso para diferimento. A espécie possui atributos que recomendam sua inclusão nos programas de melhoramento, tais como: produção de matéria seca total na estação quente de 4.416 kg/ha, taxas de rebrota de 17 a 56,5 kg MS/ha/dia, contribuição de folhas de 50% na primavera-verão e de 100% no outono, adequada composição química (PB=12,2- 15,9%; FDA= 40,3-43,4%; FDN= 62,2-73,5%), boa tolerância à estiagem no verão e à redução das temperaturas no outono.

PALAVRAS-CHAVE: Composição química. Matéria seca. Melador-prostrado.


Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2010v26n1p053-059