PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO ATENDIMENTO ANTIRRÁBICO PÓS-EXPOSIÇÃO NA CIDADE DE UBERLÂNDIA-MG / RABIES EPIDEMIOLOGICAL PROFILE ACCORDING TO POST-EXPOSURE CARE IN UBERLÂNDIA-MG

M. M. M. D. LEVENHAGEN, A. C. BORGES, G. A. ARAÚJO, K. A. SILVA, A. P. F. LIMA, A. PAULA

Resumo


A raiva, uma zoonose viral de alta letalidade, é considerada um grave problema de saúde pública no Brasil. Em todos os casos de atendimento antirrábico pós-exposição fica determinada a notificação compulsória e imediata dos agravos suspeitos ou confirmados de raiva humana, ao Sistema de Informação de Agravos de Notificação Compulsória. O objetivo do estudo foi determinar o perfil epidemiológico do atendimento antirrábico pós-exposição nos registros dos atendimentos antirrábicos, efetuados em habitantes do município de Uberlândia, MG, no primeiro semestre de 2012.  Abordagens descritivas e quantitativas foram realizadas a partir dos dados cedidos pela Divisão de Zoonoses de Uberlândia. Nesse período, foram realizadas 1.065 notificações de atendimento pelo Programa de Controle da Raiva Animal. A grande maioria das ocorrências (85,45%) envolveu agravos causados por animais da espécie canina. Em relação ao tipo de contato, 91,83% foram classificados como mordeduras. Quanto ao acompanhamento epidemiológico, dos 833 animais observados, 77,43% foram considerados saudáveis no término do acompanhamento, 16,33% desapareceram e 6,24% morreram. E quando analisadas as causas da não realização do acompanhamento, observa-se que em 57,89% dos casos a residência onde estes se encontravam estava fechada ou o animal não foi identificado. Em 38,95% dos casos o paciente não informou o endereço. Segundo esses dados, pode-se considerar que, em Uberlândia, o perfil do animal agressor se encontra dentro dos parâmetros nacionais, principalmente no que se refere à importância da espécie canina na cadeia epidemiológica da raiva. Apesar do grande número de acompanhamentos realizados, o número de casos nos quais os pacientes não informaram o endereço no momento do atendimento é preocupante devido aos 74 casos em que não foi possível observar os animais agressores. Os dados coletados durante o atendimento antirrábico pós-exposição são de grande relevância epidemiológica, e podem ser usados como ferramentas de controle e prevenção da raiva nas populações humana e animal.

 

 

SUMMARY

Rabies, a highly lethal viral zoonosis, is considered a serious public health problem in Brazil. In all cases of post-exposure anti-rabies treatment, suspected or confirmed human rabies cases are mandatorily and immediately reported to Information System for Compulsory Notifiable Diseases. This study aims to determine rabies epidemiological profile using the data recorded in Uberlândia, MG, in the first half of 2012, regarding the post-exposure anti-rabies care given to patients. Descriptive and quantitative approaches were made from data provided by the Zoonosis Division of Uberlândia. During the studied period, there were 1,065 notifications of anti-rabies care according to the Animal Rabies Control Program. The vast majority of cases (85.45%) involved injuries caused by animals of the canine species. Regarding the type of contact, 91.83% were classified as bites. The epidemiological follow-up showed that from the 833 observed animals, 77.43% were considered healthy at the end of the follow-up period while 16.33% disappeared and 6.24% died. In cases when animal monitoring failed, the reasons reported were that in 57.89% of cases the residence was closed or the animal had not been identified. Furthermore, in 38.95% of cases the patient did not report the address. The analyzed data showed that in Uberlândia, the profile of the animal attacker is within the national parameters, especially regarding the importance of the canine species in the epidemiology of rabies. Despite the large number of follow-ups, the 74 cases in which the patients did not know the address of the attacking dog causes concern. Data collected from records of anti-rabies care given the patients post-exposure are of great epidemiological relevance since they can be used as tools for control and prevention of rabies in human and animal populations.


Texto completo:

PDF - RESUMO PDF - SUMMARY


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2013v29n4p77