ESTIRPES DE Staphylococcus aureus ISOLADAS DE QUEIJO MINAS ARTESANAL DE ARAXÁ

V. SOUZA, P. C. MELO, M. I. M. MEDEIROS, S. O. CONDE, A. NADER FILHO

Abstract


Com o objetivo de conhecer as características fenotípicas e genotípicas das estirpes de Staphylococcus aureus isoladas de queijo Minas artesanal, produzido na região de Araxá – MG, 30 amostras de uma determinada marca comercializada no município de Sacramento-MG foram analisadas bioquímica e molecularmente. Deste total, 100% estavam em desacordo com a Lei nº 14.185, que dispõe sobre o processo de produção de queijo Minas artesanal, devido à elevada contagem de estafilococos coagulase-positivos. Para a análise molecular, genotiparam-se 63 colônias oriundas das 30 amostras de queijo Minas artesanal. Todas as colônias foram caracterizadas bioquimicamente como estafilococos coagulase-positivos, e 56 (88,8%) colônias foram positivas para a espécie S. aureus nas análises moleculares. Os resultados obtidos indicam a necessidade de adoção de medidas por parte das autoridades sanitárias, uma vez que tais queijos, por serem produzidos com leite cru, não pasteurizado, colocam em risco a saúde dos consumidores.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2015v31n1p19-23