AVALIAÇÃO DE COMPLEXO MULTIENZIMÁTICO COM NÍVEIS DE TRIGO PARA POEDEIRAS NA FASE DE RECRIA.

F. B. FREITAS, I. ZANELLA, A. D. CARVALHO, M. R. RABER, B. S. BRUM JÚNIOR, J. F. SOUZA, S. S. FRANCO, A. P. ROSA

Resumo


O experimento foi conduzido com o objetivo de verificar o efeito da adição de enzimas em dietas com níveis crescentes de trigo sobre o desempenho de frangas da linhagem Isa Brown na fase de recria. As aves foram avaliadas durante 4 períodos de 21 dias, da 7ª a 18ª semana. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 4x2, 4 níveis de inclusão de trigo nas dietas (0, 16, 32, 48%), com e sem adição de enzimas, utilizando 6 repetições com 4 frangas por unidade experimental, totalizando 192 aves. O complexo multienzimático era composto de celulase, glucanase e xilanase e foi adicionado em 0,005% na dieta. Os parâmetros avaliados foram: consumo de ração, peso vivo, uniformidade, idade da maturidade sexual e peso do primeiro ovo. A idade da maturidade sexual apresentou diferença significativa (p < 0,05) entre os níveis de trigo, representada por uma equação de regressão linear decrescente. As demais variáveis não apresentaram diferença significativa (p < 0,05) para os níveis crescentes de trigo. A suplementação enzimática e a interação entre os fatores não foram significativas. A inclusão de até 48% de trigo na dieta não afeta o desempenho de frangas de postura de 7ª a 18ª semana de idade. A suplementação enzimática (celulase, glucanase e xinase) em dietas a base de trigo não demonstrou benefícios às frangas nos níveis de inclusão estadados.
PALAVRAS-CHAVE: Aves. Desempenho. Enzimas. Frangas. Recria.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2005v21n1p01-06